domingo, 25 de novembro de 2012

Ultra Trail Amigos da Montanha - 60Km



Dia de mais um desafio no que diz respeito ao Trail Running, Barcelos era o palco de mais um UTAM, foi nesta prova que me estreie o ano passado nestas andanças do Trail no percurso mais curto, este ano era altura de experimentar o percurso mais longo 60km.
As 8:00 em ponto deu-se o arranque para mais um aventura, a parte inicial como era bastante rolante foi feita a um bom ritmo na companhia dos amigos Whiskytistas, mas o meu gémeo que já me anda a consumir a alguns dias começou a dar sinal e por volta do km 5 abrandei o ritmo para não deitar tudo a perder, mas conforme ia progredindo as pernas tornavam-se cada vez mais pesadas, como já tinha perdido algum tempo optei por não parar nos primeiros 2 reforços, por volta do km 15 comecei com muitas cólicas e acabei por fazer duas paragens forçadas para alem dos problemas intestinais também me ressenti com problemas gástricos onde comecei a não conseguir ingerir qualquer alimento e so me passava mesmo agua, por momentos passou-me pela cabeça que não iria ser desta que iria conseguir ultrapassar a barreira dos 45km já conquistada na Serra D’Arga, depois de ter passado o rio Neiva em slide cheguei ao reforço ao km 34 onde consegui ingerir um canja e algumas batatas fritas, depois de algum tempo de repouso meti pés ao caminho para ver como as coisas se iriam comportar, la me fui arrastando ate ao próximo reforço que ficava ao km 40 ai comi um pouco de presunto e mais algumas batatas fritas e segui a pensar no próximo reforço que ficava antes da travessia ao rio Cavado em canoa, ai já me sentia bem melhor ate porque so faltavam cerca de 7km para o final, depois de passar o rio com o companheiro de navegação Vitorino Coragem fiz-me ao trilho mas os kms teimavam em não passar cerca de 7km sempre em plano por entre campos agrícolas e mata foi um calvário ate conseguir avistar a ponte de Barcelos ai foi como receber uma energia extra e foi rumar ate a meta onde me aguardava a minha Carolina que já estava preocupada com a minha demora, para trás ficaram 57km com cerca de 2.200metros acumulado feitos em 8:08:46 pos: 89 de 164 com muito sofrimento pelo meio mas com um sabor de vitoria no final e um empeno descomunal.  


domingo, 11 de novembro de 2012

AxTrail da Lousã



Hoje era dia de AxTrail na Serra da Lousã, esta prova estava dividida em dois percursos, 82km com 5.000D+ e 30km com 1.800d+, eu como devem calcular optei pelos 30km ate porque iria acompanhar a minha Carolina, esta prova iria servir de treino para o Trail dos Amigos da Montanha a realizar-se no dia 25 deste mes.
As 10h foi dado o  arranque para mais uma aventura, eu e a minha Carolina fomos a um ritmo tranquilo ate porque ela não se estava a sentir muito bem, passado os primeiros 3km as coisas começavam a complicar para a minha Carolina, fortes dores de cabeça, vómitos e ma disposição, la foi aguentando ate ao primeiro abastecimento que se encontrava ao 8km e optou e muito bem por abandonar a prova, foi uma decisão dura para ela mas a mais acertada.
Arranquei sozinho era o ultimo da fila atrás de mim so restava os 3 elementos da organização que vinham a fechar o percurso, com cerca de 1:50:00 ao km8 aguardava-me 22km de muito sofrimento, como não queria deitar tudo a perder meti um ritmo tranquilo e fui progredindo monte a cima, passado poucos metros alcancei os primeiros atletas mais a frente mais um grupo, ate aparecer a primeira descida do dia, esta decida mais parecia uma pista de sky ou melhor sku pois para alem do declive acentuado estava carregada de lama onde não era possível mantermo-nos de pe por muito tempo, aqui consegui passar por muitos atletas, daqui para a frente foi sempre a somar posições, tive sorte com o percurso que era bem ao meu jeito muito técnico descidas muito técnicas onde me sinto muito bem e foi aqui que fui ganhando alguma vantagem.
No ultimo km tive a oportunidade de ser alcançado pelo Armando Teixeira que estava a chegar dos 82km e juntei-me a ele para fazer os últimos metros ate a meta.
Para trás ficaram 31km com 2.000D+ feitos em 5:20:00 e um sentimento de dever comprido nesta dura prova onde as desistências ultrapassaram os 45%.



domingo, 4 de novembro de 2012

Treino com os amigos ate Pilar


Hoje foi dia de treino com os amigos Whiskytistas "Nuno e Bruno" e o estreante nestas andanças de Trail o amigo Francisco, o percurso era o habitual nos meus treinos, saída da Srª. da Assunção em direcção a Santa Luzia passando pelo Restaurante Cozinha da Avó e apanhando a subida que nos levou até a Nossa Senhora do Pilar e também a Estação de Radar Nº 2 da FAP, depois começou a descida até Refojos de Riba D'Ave e subida pelas margens do Rio Leça ate ao parque de merendas de Valinhas, logo a seguir outra subida ao Castro do Monte Padrão onde fizemos uma visita as ruínas, depois foi descer e subir ate ao ponto de partida.
Foi sem duvida uma manhã muito bem passada com muito boa companhia e trilhos sempre maravilhosos.



domingo, 7 de outubro de 2012

II Grande Trail Serra D' Arga


Hoje estava marcado mais um grande desafio II Grande Trail Serra D’ Arga 45km com um acumulado de 5.000m, uma verdadeira loucura para quem tem meia dúzia de km nestas andanças do trail running, e para agravar seria a primeira vez que iria enfrentar  tantos km a correr.
Depois de participar nas jornadas desportivas do dia 6 e ouvir a palestra dos campeões e confraternizar com esta malta do Trail que é 5* estava na hora de descansar no fantástico hotel Porta do Sol.
6:00 foi a hora da alvorada um duche para acordar preparar o material e abastecer a maquina com um bom pequeno almoço, tinha mesmo de ser reforçado porque a dureza iria ser muita, rumamos em direcção a Dem onde se iria dar o inicio desta grande aventura, como já estávamos um pouco atrasados não deu para sofrer muito foi estacionar pegar no material despedir-me da minha princesa que iria fazer os 21km, fazer o controlo 0 e já estava a ser dado o arranque, a oitava badalada da igreja de Dem cerca de 500 corajosos começaram esta aventura, confesso que arranquei um pouco apreensivo so de pensar o que me aguardava pela frente muito embora já tenha andado por esta serra em BTT sabia que nos esperava muita dureza, os primeiros km foram logo em subida onde fui sempre com os meus companheiros “Duarte, Filipe e Bruno” depois veio a parte melhor a descida ai só o amigo Bruno me acompanhou deixando para trás o restante grupo, km após km fomos progredindo e apreciando a paisagem envolvente e registando para mais tarde recordar a passagem do Rio foi magnifica o local fantástico com uma beleza estonteante, depois de passar o km 21 as coisas começaram a piorar as subidas teimavam em não desaparecer os meus pés começavam-se a ressentir de tamanha dureza e falta de km, a partir do km 30 as dores ja eram de tal ordem que já não sabia se era melhor subir ou descer, o amigo Filipe acabou por nos alcançar e ainda nos acompanhou ate ao alto da Sra. Do Minho como já estava bastante desgastado eu e o amigo Bruno seguimos ao meu ritmo, o sofrimento já começava a ser atroz e sempre que passava por agua, molhava os pés e as pernas para atenuar as dores, o amigo Bruno também já começava a ficar ressentido dos pés mas a pior noticia chegou ao km 41 quando um elemento da organização nos disse que ainda nos faltava 4,5km para o final e pelo meio uma parede com cerca de 1,5km e depois cerca de 3.00km a descer, bem esta ultima descida foi um sofrimento, o Bruno que foi incansável ao longo de todo o percurso sempre a dar-me força e incentivo e dizia ele “já esta ali a Meta, já se esta ouvir o som do altifalante, força já falta pouco” e la ia descendo conforme as pernas e os pés deixavam, ate que avistamos a Meta mesmo ali a frente, não tenho palavras para descrever tudo o que senti ao cortar aquela meta, ter conseguido superar esta prova com este nível de exigência e dureza foi para mim um feito que jamais irei esquecer e como bónus ser recebido pelo campeão Carlos Sá com um enorme sorriso a entregar o tao desejado premio de Finisher foi memorável.  
Deixo aqui os meus parabéns a minha Princesa Carolina que conseguiu completar a dura prova dos 21km com um fantástico tempo, e que foi a grande responsável por eu ter conseguido terminar mais esta prova.
Também um agradecimento ao amigo Bruno por tudo, pela força, pela boa companhia, pelo ânimo e incentivo que me deu ao longo de toda a prova, o meu muito obrigado.
Para trás ficaram 45km de pura dureza com um acumulado de D+2.600m feitos em 7:17:01 Pos: 150.   



domingo, 30 de setembro de 2012

Travessia da Serra da Estrela DIA 2 Guarda-Unhais



Domingo Dia 2 – Hoje o relógio despertou um pouco mais tarde por volta das 7:00 eu e o meu companheiro de quarto “Joel Braga” começamos a tratar do material para mais um dia de puro dureza, depois de um pequeno almoço reforçado la nos dirigimos para a partida onde já nos aguardava o meu companheiro de jornada “Miguel Martins”, como eu e o meu companheiro estávamos aparentemente bem fisicamente iríamos tentar melhorar o nosso tempo neste dia e assim foi, as 8:30 em ponto deu-se o arranque e nos começamos a um bom ritmo ate chegar-mos as primeiras subidas onde as minha pernas começaram a não querer colaborar e fui mesmo forçado a abrandar o ritmo principalmente nas subidas de maior inclinação, a medida que íamos avançando começamos a passar por muitos atletas com problemas mecânicos, mas nos la íamos conseguindo manter as nossas bikes a rolar ao km 35 estávamos com uma media de 17,5km/h ate que numa subida a corrente do meu companheiro partiu, por momento ainda pensamos que iríamos conseguir resolver o problema com um simples elo rápido mas o problema era bem maior o desviador estava todo empenado e tivemos que remediar ficando só com a 1ª velocidade ate chegar a um abastecimento onde conseguiram resolver parte do problema, com estes contratempos acabamos por perder mais de 35 minutos, na ultima subida do dia esperava-nos mais 17km para o cume da Serra da Estrela a meio da subida encontramos um atleta com problemas no seu GPS que apanhou a nossa boleia, depois de chegar ao topo da Serra foi vestir um casaco e embalar Serra abaixo a todo pano ate ao H2O onde estava montada a meta.
Para trás ficaram 84km com um acumulado de 2.300m feitos em 7h:08m, nada mau para uma primeira experiência em provas por etapas com a dureza da Serra da Estrela.
Classificação Geral 25º com um total de 15h:52m
Deixo aqui os meus parabéns a toda a organização que esteve 5* e que foi incansável para que tudo corresse pelo melhor, fico a espera do próximo, e ao meu companheiro de equipa Miguel Martins que esteve no seu melhor aquele abraço, também um forte abraço ao Carlos e Luís da Figueira da Foz pessoal 5*.



sábado, 29 de setembro de 2012

Travessia da Serra da Estrela DIA 1 Unhais-Guarda



Este fim de semana estava marcada a minha 1ª prova por etapas Who’s Back? A GRANDE TRAVESSIA A SERRA DA ESTRELA, composta por duas etapas Unhais da Serra – Guarda e Guarda – Unhais da Serra com aproximadamente 200km e um acumulado positivo de 6.000m em plena autonomia, ou seja guiado por GPS e sem abastecimentos o que nos exigia muita concentração uma boa gestão das energias e muito respeito, afinal iríamos atravessar a maior Serra de Portugal.

Sexta-Feira eu e o meu companheiro de equipa Miguel Martins do Team Bifanas rumamos a Unhais da Serra, fizemos o levantamento dos respectivos dorsais e instalamos as nossas Bikes nas Boxes do H2O, depois do Chek-In no Hotel Turismo da Covilhã fomos jantar com a família do Miguel “que desde já agradeço toda a simpatia e hospitalidade,” depois do banquete fomos assistir ao brefing que estava marcado para as 22h no H2O, ouvimos os conselhos dos organizadores Luís Martins e Nuno Gonçalves e recolhemos aos nossos aposentos para tentar descansar para a grande aventura.

Sábado Dia 1 – Depois de uma noite um pouco atribulada derivado ao meu companheiro de quarto que acabou por não aparecer, com pouco mais de 4 horas de sono la me levantei por volta das 6:30 tomei um duche para acordar e preparei todo o material necessário, depois foi tomar um bom pequeno almoço e rumar a Unhais da Serra, depois de chegar fomos entregar as malas para serem levadas para a Guarda e levantar as nossas Bikes que tinham pernoitado nas boxes, tudo pronto fizemos o controlo 0 e as 8:30 em ponto deu-se o arranque para esta grande aventura.
Sabia-mos que os primeiros 17km seriam sempre a subir em asfalto em direcção ao alto da Serra da Estrela e também nos tinha sido informado no brifing de Sexta-Feira que se houvesse nevoeiro no topo da Serra poderíamos apanhar mau tempo no ponto mais alto, e assim foi á medida que íamos ganhando altitude a temperatura começava a descer mas mais grave do que a temperatura foi o vento que se fazia sentir com rajadas que deveriam rondar os 100km/h acabando mandar ao tapete alguns atletas, eu próprio tive para ir ao chão por duas vezes mas com alguma perícia e sofrimento a mistura la conseguimos ultrapassar esta dificuldade, mas todo o sofrimento foi compensado com a  descida brutal ate Manteigas por entre calçada, pedra solta e single track de cortar a respiração aliado a paisagens arrebatadoras foi divinal, depois de toda a diversão na descida estava a nossa espera mais um subida de 8km dai para a frente foi uma mistura de sobe e desce com a passagem pelo rio Mondego e a tão espera chegada a Guarda.
Para trás ficaram 97.00km com um acumulado de 3.500m feitos em 8h:44m, agora era momento para um bom banho seguido de uma massagem e um jantar para repor todas as calorias perdidas e uma boa noite de sono.