domingo, 25 de abril de 2010

PUF Nº 10 "Rotas do Ouro"

Ao contrario do que bem sendo habitual este domingo juntamos as famílias e fomos rumo a trás dos montes, mais propriamente para Jales para mais um PUF (Passeio Utilizadores ForumBTT) que logo a partida tinha tudo para ser um excelente dia de BTT e convívio, e assim foi.
Logo a chegada o aparato mais parecia de uma Maratona, o levantamento de dorsais foi efectuado de forma rápida e eficaz, e com direito a brindes e tudo, depois das maquinas prontas e das despedidas das caras metades lá fomos nos para o ponto de partida, antes do arranque a desorganização lá fez o briefing da praxe em grande estilo, e lá arrancamos para o passeio, e que passeio meus senhores, as paisagens falam por si, o percurso era simplesmente fantástico, descidas técnicas, subidas “paredes” qb, passagens pelo rio, ravinas, ou seja tudo aquilo que um Btttista gosta, a meio do percurso ainda tivemos direito a um bom reforço com muitos líquidos, fruta, bolos e a companhia das caras metades que lá estavam a nossa espera para nos dar aquela força para o que ainda nos aguardava, e olhem que foi bem preciso pois as paredes dai para a frente foram uma constante, mas nada que não se fizesse na companhia dos amigos, duas de treta, paragem para reagrupar o povo, e lá chegamos ao final todos empenados, e a nossa espera lá estava um bom banho quentinho e um almoço digno de registo, mas isto tudo meus amigos a custo 0€, só tenho que deixar aqui os meus mais sinceros parabéns aos Irmãos Favaios e a toda a desorganização envolvida neste evento. PARABÉNS a todos.



sábado, 3 de abril de 2010

Trilhos "Senhor" da Pascoa...

Apos duas semanas sem pedalar com o grupo e depois da impossibilidade de pedalar da parte da manha, convidei o pessoal para umas pedaladas depois do almoço... Foram 3 os que responderam a chamada, um deles ja com uns simples 50km nas pernas e de SS, mas cheio de pica para mais uns 40km com 1.000 metros de acumulado, os trilhos ja eram familiares para uns mas nem tao familiares para outros, o importante era o convivio, uma boa conversa e registar mais trilhos para o nosso vasto kintal, e foi o que aconteceu mas sempre de olho no relogio.